Poder Judiciário - Página inicial.
Juizados Especiais
Descrição dos Juizados

Juizado Central

Juizados Especiais Cíveis

Os Juizados Especiais Cíveis têm competência para conciliação, processo e julgamento das causas cíveis de menor complexidade, assim entendidas aquelas cujo valor não ultrapasse 40 (quarenta) salários mínimos, bem como as ações possessórias sobre bens imóveis dos quais o valor não exceda o mesmo limite. É importante ressaltar que, conforme o Enunciado 54 do FONAJE, "a menor complexidade da causa para a fixação da competência é aferida pelo objeto da prova e não em face do direito material".

Independentemente do valor da causa, podem ser processadas nos Juizados Especiais as ações previstas no art. 275, II, do Código de Processo Civil (arrendamento rural e parceria agrícola, cobrança de condômino de quantia devida ao condomínio, ressarcimento de prédio urbano ou rústico, ressarcimento de dano em acidente terrestre, cobrança de seguro em razão de danos causados em acidente de veículo, cobrança de honorários profissionais e revogação de doação), e a ação de despejo para uso próprio.

Não podem ser propostas perante o Juizado Especial Cível as causas de natureza alimentar, falimentar, as relativas a acidentes de trabalho, resíduos e ao estado e a capacidade das pessoas, ainda que de cunho patrimonial.

Somente poderão ajuizar ação perante o Juizado Especial Cível as pessoas físicas capazes, as microempresas e empresas de pequeno porte, pessoas jurídicas qualificadas como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público e sociedades de crédito ao microempreendedor.

Nas causas cujo valor não exceder 20 (vinte) salários mínimos não é preciso a assistência de advogado, sendo esta necessária apenas no caso de interposição de recurso contra a sentença. Todavia, essa assistência é obrigatória quando o valor da causa ultrapassar 20 (vinte) salários mínimos.

Para propor ação perante os Juizados Especiais Cíveis não há necessidade de pagamento de custas, taxas ou despesas. Apenas no caso de interposição de recurso será devido o preparo, que compreende todas as despesas de primeiro grau, ressalvados os casos em que a parte é beneficiária da justiça gratuita.

Nas causas em que não há necessidade de advogado (até 20 salários mínimos), o pedido inicial pode ser formulado na Secretaria do Juizado, mediante a apresentação dos documentos necessários para provar a violação do direito, e, ainda, os documentos pessoais.

Ajuizada a ação, será designada data para realização de audiência de conciliação, onde as partes serão devidamente esclarecidas sobre as vantagens da composição amigável. Não havendo acordo, será designada audiência de instrução e julgamento, na qual serão ouvidas as partes, colhidas as provas e, em seguida, proferida a sentença.

Nos Juizados Especiais Cíveis é obrigatório o comparecimento pessoal das partes às audiências de conciliação e de instrução e julgamento, devendo a pessoa jurídica ser representada por preposto, que deverá se apresentar com a carta de preposição que lhe confira poderes para transigir.

Se o autor da ação não comparecer à audiência de conciliação ou de instrução e julgamento, o processo será extinto, e será ele condenado ao pagamento das custas processuais, salvo se restar comprovada a ausência por motivo de força maior.

Se o réu deixar de comparecer à audiência de conciliação ou de instrução e julgamento, presumir-se-ão verdadeiros os fatos alegados pelo autor da ação, salvo se o juiz se convencer do contrário.

Contra a sentença caberá recurso no prazo de 10 (dez) dias, quando as partes, qualquer que seja o valor da causa, serão necessariamente representadas por advogado ou defensor público. O preparo recursal (custas alusivas ao recurso e despesas processuais) deve ser recolhido integralmente e comprovado no processo nas 48 (quarenta e oito) horas seguintes à interposição do recurso, independentemente de intimação, sob pena de deserção, não se admitindo, no âmbito dos Juizados Especiais, sua complementação.

Os recursos serão julgados por uma das três Turmas Recursais, compostas, cada uma delas, por três juízes. Contra a decisão proferida pela Turma Recursal cabem embargos de declaração, caso haja omissão, obscuridade, contradição ou dúvida, e recurso extraordinário.

O microssistema dos Juizados Especiais não admite a interposição de agravo de instrumento, ressaltando que, conforme disposto no art. 48 da Lei Estadual n. 1.071/90, "não haverá preclusão das decisões interlocutórias", podendo estas ser objeto de questionamento no recurso inominado.

Justiça Itinerante

Viabilizando o acesso dos cidadãos à justiça de forma efetiva, ágil e sem custos, dois ônibus adaptados e devidamente equipados deslocam-se até determinados bairros da Capital onde a atividade jurisdicional é exercida em audiências de conciliação realizadas dentro das unidades móveis. Acresça-se que esse serviço está sendo ampliado para comarca de Dourados.

A Justiça Itinerante tem competência para a conciliação das partes naquelas causas que podem ser propostas perante o Juizado Especial Cível, e, ainda, nas causas de família, estado e capacidade das pessoas e sucessões, compondo o conflito entre os interessados em audiências conduzidas por um dos conciliadores e acompanhada por Defensor Público ou advogado e, conforme o caso, pelo representante do Ministério Público, sob a atenta orientação do juiz togado, que homologa o acordo firmado entre as partes, que passa a ter força de sentença. Caso não haja acordo entre as partes, o processo é redistribuído para a Vara competente para processar e julgar o feito.

Entre as questões normalmente resolvidas pela Justiça Itinerante podem ser citadas: conversão de união estável em casamento; alimentos, inclusive sua revisão, execução (nos casos em que houver acordo entre as partes sobre seu pagamento) e exoneração; divórcio; reconhecimento e dissolução de união estável; guarda entre familiares; investigação de paternidade, inclusive com a realização de exame de DNA; indenização por danos materiais e morais; cobrança; execução de título extrajudicial, entre outras.

Na Capital são atendidos pela Justiça Itinerante os seguintes bairros: Jardim Noroeste, Moreninhas, São Conrado/Santa Emília, Universitário/Campina Verde, Vila Nasser, Vila Piratininga, Vila Popular, Aero Rancho, Coophavila II, Coronel Antonino, Dom Antonio Barbosa, Estrela Dalva, Macaúbas/Canguru/Mario Covas/Centro Oeste, Nova Lima, Santo Amaro/Vila Almeida, Silva Regina e Tiradentes/Rita Vieira, sempre das 7h às 11h30min. As datas e os endereços de atendimento estão disponíveis para consulta no sítio eletrônico do TJMS.

Juizado do Trânsito

Tem competência exclusiva para processar e julgar as ações relativas aos acidentes de trânsito. O Juizado do Trânsito, em acidentes dos quais não resultem lesão corporal ou morte, realiza pronto atendimento gratuito em unidades móveis devidamente equipadas, com equipe chefiada por um conciliador, que tem atribuição para tentar a composição dos danos decorrentes do acidente, em audiência de conciliação realizada no interior da unidade volante, e, havendo acordo, será este posteriormente homologado pelo juiz togado, com força de sentença.

Não havendo acordo entre os envolvidos e manifestando um deles a pretensão de ajuizar ação para reparação dos danos, o conciliador a tomará por termo e já designará audiência de instrução e julgamento, saindo as partes intimadas. O processo tramitará perante o Juizado do Trânsito conforme o rito estabelecido na Lei Federal n. 9.099/95 e Lei Estadual n. 1.071/90. O atendimento volante é prestado diariamente, inclusive aos sábados, domingos e feriados, das 7h às 22h.

Juizados Especiais Criminais

Os Juizados Especiais Criminais têm competência para processar e julgar delitos de menor potencial ofensivo, compreendendo estes as contravenções penais e os crimes cuja pena máxima não seja superior a 2 (dois) anos, cumulada ou não com multa.

O processo criminal sujeito ao rito do Juizado Criminal objetiva, sempre que possível, a reparação dos danos sofridos pela vítima e a aplicação de pena não privativa de liberdade. Ao tomar conhecimento da ocorrência de um delito de menor potencial ofensivo, a autoridade policial deverá lavrar termo circunstanciado e imediatamente encaminhar ao Juizado o autor do fato e a vítima, requisitando os exames periciais necessários. Caso não seja possível o imediato encaminhamento ao Juizado competente, deverá o autor do delito assumir o compromisso de a ele comparecer. Nessas duas hipóteses não se imporá prisão em flagrante nem se exigirá fiança.

Em audiência preliminar, presente o representante do Ministério Público, a vítima e o autor do fato, acompanhados de seus advogados, o juiz esclarecerá sobre a possibilidade da composição dos danos e da aceitação da proposta de aplicação imediata de pena não privativa de liberdade. Havendo a composição dos danos civis será esta homologada pelo juiz mediante sentença irrecorrível, tendo eficácia de título executivo no juízo cível competente, implicando renúncia ao direito de queixa ou representação, quando se tratar de ação penal privada ou pública condicionada à representação.

Se não houver composição dos danos civis, será dada à vítima a oportunidade de exercer seu direito de representação, quando a lei assim o exigir. Na mesma oportunidade, tratando-se de ação penal pública condicionada ou incondicionada, presentes os requisitos legais, o Ministério Público poderá propor a imediata aplicação de pena restritiva de direitos ou multas, a ser especificada na proposta.

Aceita a proposta pelo autor do fato e seu defensor o juiz aplicará a pena restritita de direitos ou multa, que não importará em reincidência e não constará de certidão de antecedentes criminais, salvo para impedir novamente o mesmo benefício no prazo de cinco anos, não gerando efeitos civis.

Não sendo possível o oferecimento da proposta de transação penal, ou sendo esta recusada pelo autor da infração, o Ministério Público oferecerá denúncia oral com base no termo circunstanciado, dispensando-se o inquérito policial.

Oferecida a denúncia ou a queixa, o acusado será citado e cientificado da audiência de instrução e julgamento, na qual será dada a palavra ao seu defensor para responder à acusação, após o que, o juiz receberá ou não a denúncia ou a queixa, e, uma vez recebida, serão ouvidas a vítima e as testemunhas de acusação e defesa, interrogando-se, a seguir, o acusado. Nessa audiência deverão ser produzidas todas as provas, podendo o juiz limitar ou excluir as que considerar excessivas, impertinentes ou protelatórias.

Da decisão que rejeita a denúncia ou a queixa, e da sentença, cabe apelação no prazo de 10 (dez) dias, contados da ciência pelo Ministério Público, pelo réu e seu defensor. A apelação será julgada por uma turma composta de três juízes, e contra o acórdão caberão embargos de declaração e, havendo ofensa direta a dispositivos constitucionais, caberá recurso extraordinário.

Nos crimes em que a pena foi igual ou inferior a 1 (um) ano, ao oferecer denúncia o Ministério Público poderá propor a suspensão condicional do processo, por 2 (dois) a 4 (quatro) anos, desde que o acusado não esteja sendo processado ou não tenha sido condenado por outro crime, presentes os demais requisitos que autorizariam a suspensão condicional da pena.

Juizados Especiais da Fazenda Pública

Aos Juizados Especiais da Fazenda Pública compete processar, conciliar e julgar causas cíveis de interesse dos Estados, do Distrito Federal, dos Territórios e dos Municípios, até o valor de 60 (sessenta) salários mínimos.

Não poderão ser propostas nos Juizados da Fazenda Pública as ações de mandado de segurança, desapropriação, divisão e demarcação, populares, por improbidade administrativa, execuções fiscais e demandas sobre interesses difusos e coletivos; as causas sobre bens imóveis dos Estados, Distrito Federal, Territórios e Municípios, autarquias e fundações públicas a eles vinculadas; e as causas que tenham como objeto a impugnação da pena de demissão imposta a servidores públicos civis ou sanções disciplinares aplicadas a militares.

É absoluta a competência do Juizado da Fazenda Pública.

Poderão ser deferidas, de ofício ou a requerimento do interessado, quaisquer providências cautelares e antecipatórias no curso do processo, para evitar dano irreparável ou de difícil reparação. Contra a decisão que defere a tutela antecipada, cabe recurso no prazo de 10 (dez) dias, conforme o teor do Enunciado 02 do FONAJE. Contra a decisão que indefere a tutela antecipada não cabe recurso.

Podem ser parte no Juizado Especial da Fazenda Pública: como autores, as pessoas físicas e as microempresas e empresas de pequeno porte; e como réus, os Estados, o Distrito Federal, os Territórios e os Municípios, bem como suas autarquias, fundações e empresas públicas.

A citação e as intimações seguem as regras dispostas no Código de Processo Civil.

Não haverá prazo diferenciado para a prática dos atos processuais pelas pessoas jurídicas de direito público, inclusive no que respeita à interposição de recursos, e também não haverá reexame necessário nas causas propostas perante o Juizado da Fazenda Pública.

O cumprimento do acordo ou da sentença transitada em julgado, que imponha obrigação de fazer, não fazer ou entregar coisa certa, será realizado mediante ofício do juiz à autoridade citada para a causa, com cópia da sentença ou do acordo.

Se a sentença transitada em julgado impuser obrigação de pagar quantia certa, o pagamento será efetuado: a) no prazo máximo de 60 (sessenta) dias, contados da entrega da requisição do juiz à autoridade citada para a causa, independentemente de precatório, na hipótese de obrigação definida como de pequeno valor; ou b) mediante precatório, caso o montante da condenação exceda aquele definido como obrigação de pequeno valor, podendo o exequente renunciar ao crédito do valor excedente, optando, assim, pelo pagamento sem o precatório, sendo vedado, contudo, o fracionamento, a repartição ou a quebra do valor, de modo que o pagamento se faça em parte sem o precatório, não se admitindo, ainda, a expedição de precatório complementar ou suplementar do valor pago.

Não atendida a requisição judicial, o juiz imediatamente determinará o sequestro do numerário suficiente para o cumprimento da decisão, dispensada a audiência da Fazenda Pública.

Até que se dê a publicação de lei do respectivo ente da Federação definindo as obrigações de pequeno valor a serem pagas independentemente de precatório, serão assim considerados os valores de 40 (quarenta) salários mínimos, quanto aos Estados e ao Distrito Federal, e 30 (trinta) salários mínimos, quanto aos Municípios.

Em Mato Grosso do Sul, os Juizados Especiais da Fazenda Pública foram instalados pelo Tribunal de Justiça através da Resolução n. 42, de 16 de junho de 2010, que, além de designar as Varas para atender as demandas de sua alçada, consignou que também estão excluídas de sua competência as ações de natureza pessoal de servidor público, em face das Fazendas Públicas Estaduais e Municipais.


Bairros de Competência

Juizado Especial Central

Alto da Boa Vista

Atlântico do Sul

Bairro Amambai

Bairro Arapongas

Bairro Cachoeira

Bairro Caiçara

Bairro Cidade Jardim

Bairro Coronel Antonino

Bairro do Cruzeiro

Bairro do Desbarrancado

Bairro Eldorado

Bairro Guanabara

Bairro Guanandi

Bairro Itatiaia

Bairro Manoel Taveira

Bairro Monte Castelo

Bairro Morada Verde

Bairro N. S. Fátima

Bairro Nova Lima

Bairro Panorama

Bairro Regina

Bairro Res. Nova Tiradentes

Bairro Santa Fé

Bairro Santos Dumont

Bairro São Pedro

Bairro Tiradentes

Bairro Universitário – secção C

Bairro Vida Nova I

Bairro Vida Nova II

Barra da Tijuca

Carandá Bosque I

Carandá Bosque II

Carandá Bosque III

Carvalho Baís

Central Park

Ch. Cachoeira I e II

Ch. dos Coqueiros

Ch. José Antônio Pereira

Chácara dos Poderes

Chácara Vendas

Clube Campestre Ypê

Cohafama

Conj. Hab. Mata do Jacinto

Conj. Res. Jd. Serra Azul

Conj. Res. Novo Amazonas

Conj. Res. Novo Panamá

Conj. Res. Tarumã

Coopabanco

Coophafé

Coophamat

Coopharádio

Coophavila II

Copacabana

Dalva de Oliveira II

Enseada dos Pássaros

Esteban Cornelas

Estrela do Sul

Estrela Parque

Flamboyant I

Flamboyant II

Getúlia Barbosa

Giocondo Orsi I

Giocondo Orsi II

Golden Gate Park

Granja Bandeira

Granja São Luiz

Indaiá Park

Itanhanguá Park

Jardim de Alláh

Jardim Umuarama

Jatiúca Park

Jd. Auxiliadora

Jd. Aero Rancho

Jd. Anache

Jd. Anahy

Jd. Anápolis I

Jd. Antártica

Jd. Arco Iris

Jd. Autonomista

Jd. Autonomista II

Jd. Autonomista III

Jd. Batistão

Jd. Bela Vista

Jd. Bonança

Jd. Bosque de Avilan

Jd. Botafogo

Jd. Botânico

Jd. Brasil

Jd. Cabral

Jd. Campo Belo

Jd. Campo Novo

Jd. Campo Verde

Jd. Carioca

Jd. Centenário

Jd. Cidade

Jd. Colonial

Jd. Colúmbia

Jd. Corcovado

Jd. Cristo Redentor

Jd. das Hortências

Jd. das Mansões Universitárias

Jd. das Nações

Jd. dos Boggi

Jd. dos Estados

Jd. Estrela Dalva I

Jd. Estrela Dalva II

Jd. Manaíra

Jd. Mansur

Jd. Marabá

Jd. Marcos Roberto

Jd. Mato Grosso

Jd. Mirassol

Jd. Monte Alegre

Jd. Monte Líbano

Jd. Monterey

Jd. Montevideu

Jd. Nascente do Segredo

Jd. Nhánhá

Jd. Noroeste

Jd. Nova Era

Jd. Ouro Verde

Jd. Parati

Jd. Penfigo

Jd. Pinheiros

Jd. Pioneiros

Jd. Piratininga

Jd. Portal das Laranjeiras

Jd. Presidente

Jd. Radialista

Jd. Roselândia

Jd. Rubiécea

Jd. Samambaia

Jd. Santa Branca

Jd. Santa Emília

Jd. Santa Ursula

Jd. São Bento

Jd. São Bernardo

Jd. São Conrado

Jd. São Lourenço

Jd. São Paulo

Jd. Sol Poente

Jd. Talismã

Jd. Taquari

Jd. Taquarussu

Jd. Tarumã

Jd. Tatiana

Jd. Tijuca

Jd. Tijuca II

Jd. Tv Morena

Jd. Veraneio

Jd. Verdes Mares

Jd. Vista Alegre

Jd. Vitória

Jd. Vitrine

Lagoa Bela

Lagoa Park

Lot. Abaete

Lot. Mata do Jacinto

Lot. Mun. Cristaldo

Lot. Mun. Interpraia

Lot. Mun. Mario de Andrade

Lot. Mun. Pereira Borges

Lot. Nova Serrana

Lot. Portobello

Lot. Soter

Loteamento Cavan

Marçal de Souza

Maria Ap. Pedrossian

Marino Park

Miguel Couto

Monte Carlo

Nahima Park

Nova Bahia

Nova Campo Grande 01 a 08

Nova Olinda

Nova São Bentos

Novo Alagoas

Novo Maranhão

Novo Minas Gerais

Novo Pernambuco

Novo Rio Grande do Sul

Novo São Paulo

Novo Sergipe

Núcleo Tiradentes

Parque Jatobá

Paulo VI

Portal Caiobá

Portal Caiobá II

Portal de Itaiara

Pq. Dallas

Pq. Izabel Garden

Promorar

Quinhão 2L

Rancho Alegre II

Res. Vila Bela

Res. Anhembi

Res. Arnaldo E. Figueiredo

Res. do Lago

Res. dos Girassóis

Res. Flores

Res. Iracy Coelho Netto

Res. Joana D'arc

Res. Lisboa

Res. Oliveira I

Res. Oliveira II

Res. Ouro Preto

Res. Sarg. Amaral

Res. União

Res. Village

Res. Rita Vieira I, II e III

Residencial Otávio Pécora

Santa Luzia

Santa Maria

São Jorge da Lagoa

Vila Antônio Vendas

Vila Aurora

Vila Bandeirantes

Vila Barão do Rio Branco

Vila Belo Horizonte

Vila Benjamin

Vila Boa Esperança

Vila Bonjardim

Vila Buriti

Vila Cacique

Vila Carlota

Vila Carolina

Vila Carvalho

Vila Castelo

Vila Catarina

Vila Catarina II

Vila Célia

Vila da Saúde

Vila Dalva de Oliveira

Vila Danúbio Azul

Vila das Marimbas

Vila di Parma

Vila do Polonês

Vila Dom Pedrito

Vila Dr. João Rosa

Vila Entroncamento

Vila Esplanada

Vila Esportiva

Vila Eva

Vila Fortuna

Vila Futurista

Vila Gal. Wolgrand

Vila Galvão

Vila Getúlia Barbosa

Vila Glória

Vila Guaraciaba

Vila Guenka

Vila Helen

Vila Ieda

Vila Ilgenfritz

Vila Ipiranga

Vila Itamarati

Vila Jandaia

Vila Jardim Alegre

Vila Jd. Aclimação

Vila Jd. Alvorada

Vila Jd. América

Vila Jd. Imperial

Vila Jd. Paulista

Vila Joselito

Vila Jussara

Vila Kellen I e II

Vila Liberdade

Vila Lucinda

Vila Maciel

Vila Manoel da Costa Lima

Vila Manoel Seco Thomé

Vila Maracajú

Vila Margarida

Vila Morumbi

Vila Morumbi – sec. A

Vila N. S. de Lourdes

Vila Nascente

Vila Nhanhá

Vila Nogueira

Vila Nova

Vila Nova Alvorada

Vila Nova Bandeirantes

Vila Nova Ipanema

Vila Olga

Vila Olinda

Vila Oliveira

Vila Oriente

Vila Orpheu Bais

Vila Ouro Fino

Vila Page

Vila Paraíso

Vila Paranaense

Vila Perseverança

Vila Piratininga

Vila Portinho Frederico Pache

Vila Progresso

Vila Quito

Vila Raquel

Vila Resende

Vila Rica

Vila Romana

Vila Rosa

Vila Rosa - 2ª secção

Vila S. João Bosco

Vila Santerio

Vila Santos Gomes

Vila São Gabriel

Vila São José

Vila São Rafael

Vila São Sebastião

Vila São Vicente

Vila Sargento Brandão

Vila Serradinho

Vila Silvia

Vila Sol Nascente

Vila Sônia

Vila St. A. Bais

Vila Sta. Dorothéa

Vila Sto. André

Vila Suiça

Vila Taveirópolis

Juizado Moreninhas

Bairro Universitário

Bairro Universitário secção D

Ch. Novo Horizonte

Ch. Santa Abadia

Jd. Ametista

Jd. Bálsamo

Jd. Campina Verde

Jd. Campo Alto

Jd. Campo Limpo

Jd. Campo Nobre

Jd. Canguru

Jd. Centro Oeste

Jd. Cidade Morena

Jd. Colibri

Jd. das Meninas

Jd. das Perdizes

Jd. Dom Antônio Barbosa

Jd. Gramado

Jd. Indianápolis

Jd. Itamaracá

Jd. Los Angeles

Jd. Macapá

Jd. Marajoara

Jd. Mario Covas

Jd. Moema

Jd. Monumento

Jd. Morada do Sol

Jd. Nashiville

Jd. N. Sra. Perpétuo Socorro

Jd. Pacaembú

Jd. Paulo Coelho Machado

Jd. Santa Felicidade

Jd. Sumatra

Jd. Tropical

Jd. Uirapuru

Jd. Vespasiano Martins

João Scarano

Moreninha I

Moreninha II

Moreninha III

Moreninha IV

Nova Capital

Parte da Ch. do Lageado

Porto Seguro

Pq. do Lageado

Pq. do Sol

Pq. Novo Século

Rec. das Palmeiras

Res. Betaville

Res. Ilhéus

Sitioca Alvorada

Universitárias

Vila Alves Pereira

Vila Antunes

Vila Concórdia

Vila Dr. Albuquerque

Vila Julieta

Vila Pequena Flor

Vila Sto. Eugênio

Juizado UCDB

Bairro Ana Maria do Couto

Bairro Cabreúva

Bairro José Abrão

Bairro Lagoa da Cruz

Bairro N. S. das Graças

Bairro São Caetano

Bairro Santa Camélia

Bairro Santo Antônio

Bairro Sírio Libanês I

Bairro Sírio Libanês II

Bosque da Saudade

Bosque Santa Mônica

Bosque Santa Mônica II

Cofermat

Coophasul

Coophatrabalho

Coophaco

Jardim Petrópolis

Jardim Aeroporto

Jardim Alto São Francisco

Jardim Beija Flor

Jardim Canadá

Jardim Corumbá

Jardim das Acácias

Jardim das Cerejeiras

Jardim das Paineiras

Jardim das Reginas

Jardim Fluminense

Jardim Imá

Jardim Imá seção 2

Jardim Ipanema

Jardim Itália

Jardim Itapoã

Jardim Leonídia

Jardim Maria Amélia

Jardim Monte Alto

Jardim Oracila

Jardim Palmira

Jardim Panamá

Jardim Panamá II

Jardim Panamá III

Jardim Panamá IV

Jardim Pantanal

Jardim Paquetá

Jardim Sayonara

Jardim Seminário II

Jardim Veneza

Jardim Vera Cruz

Jardim Virtudes

Jardim Zé Pereira

Lar do Trabalhador

Lot. Mun. Dr. Miguel Vieira Ferreira

Lot. Mun. Macae

Nova Campo Grande – Bl. 11

Parque dos Ipês

Parque dos Laranjais

Portal do Gramado

Portal do Panamá

Recanto dos Pássaros

Residencial Azaléia

Residencial Búzios

Residencial dos Bancários

Residencial Sagarana

Vila Acrópolis

Vila Alba

Vila Almeida

Vila Antonieta

Vila Boa Vista

Vila Bosque da Saúde

Vila Cinamomo

Vila Coutinho

Vila Cox

Vila Dr. Jair Garcia

Vila Duque de Caxias

Vila Eliane

Vila Espanhola

Vila Estephania

Vila Feliciana Carolina

Vila Guarani

Vila Independência

Vila Leda

Vila Lídia

Vila Marisa

Vila Marli

Vila N. S. Aparecida

Vila N. S. Conceição

Vila Nasser

Vila Nasser II

Vila Neuza

Vila Nilza

Vila Nova

Vila Novo Horizonte

Vila Oeste

Vila Paradiso

Vila Planalto

Vila Popular

Vila Romana

Vila Santa Lúcia

Vila Santa Luzia

Vila Santa Rita

Vila Santa Rosa

Vila Santa Tereza

Vila Santo Amaro

Vila Santos

Vila São Benedito

Vila São Francisco

Vila São Luiz

Vila São Manoel

Vila São Marcos

Vila São Roque

Vila Saraiva

Vila Silvia Regina

Vila Soares

Vila Sobrinho

Voltar
 

Processando...
Copyright © 2013 TJ-MS - Av. Mato Grosso - Bloco 13 - Fone: (67) 3314-1300 - Parque dos Poderes - 79031-902 - Campo Grande - MS
Fórum de Campo Grande - Fone: (67) 3317-3300 / CIJUS - Centro Integrado de Justiça - Fone: (67) 3317-8600
Horário de Expediente: 12h às 19h.