Encontro reúne Magistrados e Magistradas de MS para debates sobre qualidade de vida no trabalho

03/12/2021 14:37

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, por meio de sua Escola Judicial (Ejus-MS), em parceria com a Associação dos Magistrados de Mato Grosso do Sul (AMAMSUL), realizou nos dias 2 e 3 de dezembro o Encontro de Final de Ano dos Magistrados e Magistradas de MS. O evento ocorreu na sede campestre da Associação e teve objetivo de promover uma maior integração no Poder Judiciário Estadual, bem como contribuir com a qualidade de vida no ambiente de trabalho, com foco na preservação da saúde física e mental da magistratura sul-mato-grossense, nos termos da Resolução CNJ n. 207/2015.

O presidente da AMAMSUL, juiz Giuliano Máximo Martins, abriu o evento e destacou a satisfação de encontrar os colegas em um curso que muito interessa aos magistrados por tratar de temas atuais que os auxiliam no dia a dia. Ele destacou a gestão diferenciada do Des. Dorival Renato Pavan, diretor-geral da Ejud.

“Isso fortalece a relação AMAMSUL/Ejud, Esmagis/Ejud, já que estas estão trabalhando para os magistrados. Essa parceria possibilita muitos cursos novos e importantes para atualização dos colegas. Com essas palavras, declaro iniciados os trabalhos”, disse Giuliano.

Em uma fala breve, o Des. Pavan declarou que pretende fortalecer a parceria entre a AMAMSUL e a Ejud-MS e apontou que os temas das palestras, nos dois dias de trabalho, foram escolhidos justamente por não serem jurídicos.

“Temas diferentes, que permeiam as atividades na magistratura, principalmente em tempos de pandemia, por isso escolhemos profissionais que abordem saúde mental e física. Em 2021, a Ejud-MS realizou 332 ações educacionais para formação e aperfeiçoamento de magistrados, servidores e colaboradores da justiça. Das 332 ações, 48 foram para magistrados, incluídas 13 credenciadas pela Enfam e que contam para promoção. Do total de ações participaram 7.252 discentes, em 6.099 horas-aula”, afirmou o diretor-geral da Ejud.

Pavan aproveitou a ocasião para anunciar que está confirmada para 2022 a disponibilização de um curso de mestrado em parceria com a UFMS, stricto sensu. Na área de gestão de pessoas, ele anunciou um mestrado com vagas para servidores do Poder Judiciário de MS.

“Quero agradecer a juíza Joseliza Alessandra Vanzela Turine, pois, foi em razão de sua mobilização, que conseguimos viabilizar com a UFMS esse dois mestrados e em vias de fechar a parceria. São ações voltadas não para a área técnica, mas mais abrangente como os temas escolhidos para este evento”, finalizou.

Palestras – Professora e pesquisadora da UFPR, Lis Andréa Pereira Soboll começou sua palestra na noite de quinta-feira (2) apontando que o trabalho é uma desculpa da vida para aproximar as pessoas, para gerar encontros e transformar cada um, gerando um efeito muito positivo na saúde mental de cada um.

“Nesse período de pandemia, pelo fato de estarmos obrigados a um distanciamento, percebemos a falta, não necessariamente das tarefas, mas do convívio. Em muitos casos a produtividade aumentou, mas um pesquisador francês já apontou que os espaços informais no trabalho são tão relevantes quantos os formais. Fazer uma reunião tem o mesmo valor que o andamento do trabalho na busca de soluções, do uso da criatividade e, mais do que qualquer coisa, no impacto e no sentido que o trabalho pode nos trazer”, garantiu.

Para Lis Andréa, são as tarefas, as circunstâncias e os desafios colocados que trazem sentido, portanto falar sobre saúde mental é falar sobre as relações com as pessoas que a vida confia aos seres humanos.

“Com essa contextualização, tratamos sobre o quanto a pandemia afetou nossa saúde mental, que questões o isolamento social levantou e o convite que nos fez, de abrirmos nossos olhos para nossos afetos. Os afetos que moram em mim e os afetos que são representados nessas pessoas do trabalho, nesse ciclo de amizades, nesses vínculos. Assim, nossa fala hoje é direcionada para descobrirmos o que a pandemia fez de mim e o que farei com isso”.

Com a presença do presidente do TJMS, Des. Carlos Eduardo Contar, a manhã desta sexta-feira (3) contou com a palestra "Ética, Cidadania e Profissionalismo: três elementos da competência", ministrada pelo Dr. Rossandro Klinjey Irineu Barros, escritor, psicólogo clínico, mestre em saúde coletiva e Doutor em Psicanálise. Autor de vários livros, sendo os mais recentes: “As cinco faces do Perdão”, “Help: me eduque!” e “Eu escolho ser feliz”.

O palestrante ressaltou que ética é comportamento, algo que se constrói em casa e também pode ser aprimorada no conjunto da sociedade. “Uma das coisas mais fundamentais que existe são instituições que possam garantir o funcionamento do sistema ético. Nessa orquestração institucional dos países que funcionam, no seu pacto coletivo, a justiça tem um papel fundamental. Quando você olha para democracias maduras elas têm justiça altamente funcional e efetiva. Então o papel do Judiciário na construção e consolidação da ética é essencial”.

Rossandro destacou ainda a iniciativa do debate de tão importante tema com magistrados e magistradas em Mato Grosso do Sul. “Eu acho fantástico porque primeiro mostra a necessidade clara de que a humildade, ou seja, eu tenho sempre que aprender, sempre reaprender, sempre voltar a discutir temas relevantes. Isso mostra um Tribunal que é maduro e ao mesmo tempo é um Tribunal que quer estar se oxigenando com os temas, que convida a pedagogia, ou seja, a própria Escola é um convite constante a um caráter pedagógico do Judiciário. Fico muito feliz porque o cidadão comum não sabe que existe isso, não sabe que os magistrados vivem passando por profundos processos de reciclagem, de aprendizado, de debate. Então é uma alegria estar aqui e eu acho é mais uma demonstração da seriedade da justiça brasileira, e especialmente aqui no caso do Mato Grosso do Sul, encara a necessidade de aprender sobretudo um tema tão relevante pro país”.

Homenagem – Na solenidade de abertura do evento foi realizada a nomeação do auditório da ESMAGIS, Desembargador Rêmolo Letteriello, e o descerramento da respectiva placa, bem como a ampliação da galeria de fotos dos ex-diretores da Escola Superior da Magistratura do Estado de Mato Grosso do Sul (ESMAGIS), com inauguração das fotos do Des. Vilson Bertelli e do juiz Alessandro Carlo Meliso Rodrigues.

Autor da notícia: Secretaria de Comunicação - imprensa@tjms.jus.br

Galeria de Fotos