Voltar Reunião sobre metas nacionais e Prêmio CNJ de Qualidade enfatiza alinhamento de setores do TJMS

15/05/2024 14:00 414 visualizações
Imagem notícia Reunião sobre metas nacionais e Prêmio CNJ de Qualidade enfatiza alinhamento de setores do TJMS
Nesta terça-feira, dia 14 de maio, foi realizada a primeira reunião de 2024 sobre as metas nacionais e Prêmio CNJ de Qualidade. A reunião é uma das ações regulamentadas pela Presidência e Corregedoria-Geral de Justiça pela Portaria Conjunta n.º 2.832, de 19 de fevereiro de 2024. O encontro, facilitado pela Assessoria de Planejamento, ressaltou a importância dos setores conversarem entre si e o alinhamento do trabalho da equipe para atingir melhores resultados.

Participaram o juiz auxiliar da presidência, Dr. Renato Antonio de Liberali; a juíza auxiliar da Corregedoria-Geral de Justiça, Jacqueline Machado; o juiz diretor da CPE, Olivar Augusto Roberti Coneglian; a juíza Helena Alice Machado Coelho; e demais representantes da Coordenadoria da Mulher, da Coordenadoria da Infância e Juventude, do NUPEMEC, da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI), da Secretaria Judiciária, da Assessoria de Planejamento, do Conselho de Supervisão dos Juizados Especiais e da Direção Geral.

Durante o encontro os participantes expuseram o funcionamento de cada setor, abordaram os requisitos do prêmio, como por exemplo o IAD (Índice de Atendimento a Demanda), tempo médio dos processos em andamento, metas dos contratos de gestão que foram implementados na atual gestão do presidente Des. Sérgio Fernandes Martins.

Também foram analisados e compartilhados como cada equipe tem atuado, seus desafios e dificuldades, verificando como o desempenho de um pode afetar, inspirar e ajudar outras áreas, ou seja, uma soma de esforços conjuntos que permitam tornar a prestação dos serviços do Judiciário mais efetiva e eficaz.

O juiz auxiliar da presidência, Dr. Renato Antonio de Liberali, esclareceu que o encontro é muito mais amplo do que tratar da premiação, mas um alinhamento das ações de todos os setores, facilitando o cumprimento e atingimento de metas, tornando o processo mais fácil de identificar e o resultado mais preciso.

Para a juíza auxiliar da Corregedoria-Geral, Jacqueline Machado, a premiação é a consequência de um bom trabalho desempenhado pelo Tribunal.

“A reunião foi importante porque é uma forma de alinhar todas as áreas e todas contribuírem para o mesmo objetivo, que é a melhora na prestação jurisdicional, a melhora nos índices do Tribunal. Se não houver esse diálogo, os obstáculos surgem. É importante a construção de uma visão conjunta do que é o Poder Judiciário. O prêmio é uma consequência porque o objetivo maior é melhorar a prestação jurisdicional e a qualidade de trabalho de todos”, ressaltou a magistrada.
Autor da notícia: Secretaria de Comunicação - imprensa@tjms.jus.br