Poder Judiciário - Página inicial.
Notícias
Mãos EmPENHAdas nas Barbearias: Projeto de MS chega ao TJ de Pernambuco
06/10/2020 - 16:28
Esta notícia foi acessada 228 vezes.


Em agosto de 2019, o Tribunal de Justiça do Pernambuco lançou o Mãos EmPENHAdas Contra a Violência, proposta sul-mato-grossense de combate à violência doméstica e familiar contra a mulher propagada para vários estados brasileiros. Essa semana, a Desa. Deisy Andrade, coordenadora da Mulher no TJPE, enviou fotos para registrar o recebimento dos kits recebidos do Tribunal de Justiça de MS do mais novo projeto para reduzir os índices de violência e opressão em todos os espaços: o Mãos EmPENHAdas nas Barbearias.

Com o slogan Barba, Cabelo e Bigode. Violência não pode. #Todos juntos contra a violência doméstica, em agosto deste ano, a juíza Helena Alice Machado Coelho, que responde pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar de MS, lançou a nova proposta de trabalho para envolver salões de estética masculina e barbearias. Os profissionais são preparados e tornam-se agentes multiplicadores de informação no combate à violência doméstica e familiar contra a mulher.

A proposta nas barbearias segue a mesma linha da ação implantada anteriormente, quando os profissionais de salões de beleza foram treinados para reconhecer e ajudar uma vítima de violência doméstica e familiar. Assim como nos salões de beleza, os estabelecimentos parceiros recebem o selo do programa e os profissionais recebem certificado do curso ao tornarem-se agentes multiplicadores de informação no enfrentamento ao índice vergonhoso de violência contra a mulher em Mato Grosso do Sul.

“O Mãos EmPENHAdas Contra a Violência, quando utilizado nos salões de beleza, teve reconhecimento nacional e internacional, mobilizando diferentes parceiros do segmento de beleza feminino. Desta vez, ampliamos seu alcance para atuar também nos espaços voltados para o público masculino”, explicou a juíza Helena Alice.

Assim que soube do novo trabalho, o Tribunal de Justiça de Pernambuco encampou a iniciativa e dispôs-se a replicar a ação em prol das mulheres daquele Estado. A Corte pernambucana enviou representantes para participar das capacitações em Mato Grosso do Sul e, por isso, foram enviados kits do programa: uma ecobag e uma camiseta do programa, além de material informativo.

Saiba mais – Desde maio de 2019, quando o presidente do TJMS, Des. Paschoal Carmello Leandro, editou a Portaria n. 1.485, regulamentando a replicação do programa “Mãos EmPENHAdas”, outras instituições de todo o país podem atuar no enfrentamento à violência contra a mulher utilizando todo o know-how do programa criado pelo Poder Judiciário de MS.

Pela Portaria, o programa “Mãos EmPENHAdas” poderá ser replicado por outras instituições, seja organização governamental ou não-governamental, que atue no enfrentamento à violência contra a mulher e responsabilize-se pela execução do programa, por meio de técnicos multiprofissionais que tenham expertise no assunto.

A normatização da ação serve para garantir que Tribunais e demais instituições repliquem da forma correta, como o programa foi criado, evitando o desvirtuamento de seus objetivos, que visam a prevenção de todas as formas de violência contra a mulher.



Autor da notícia: Secretaria de Comunicação - imprensa@tjms.jus.br


Voltar
Seu nome:
Seu email:
Email dos amigos
(no máximo 10 emails separados por vírgulas):
Mensagem:

Processando...
Copyright © 2013 TJ-MS - Av. Mato Grosso - Bloco 13 - Fone: (67) 3314-1300 - Parque dos Poderes - 79031-902 - Campo Grande - MS
Fórum de Campo Grande - Fone: (67) 3317-3300 / CIJUS - Centro Integrado de Justiça - Fone: (67) 3317-8600
Horário de Expediente: 12h às 19h.